Sanesul realiza ação de combate às perdas de água potável na cidade de Caarapó

Equipe está executando vários serviços para detectar irregularidades e vazamentos; na próxima etapa será realizada a setorização a rede de distribuição

Assessoria/Sanesul


A execução das obras para combater as perdas de água começa por identificar irregularidades, vazamentos nas redes e fazer a padronizações de cavaletes (Foto: Divulgação/Sanesul)

Para garantir a segurança hídrica e evitar desperdícios, a Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) está executando o projeto de combate as perdas de água tratada no município de Caarapó, que pertence à unidade regional de Naviraí. O objetivo é reduzir o IPL (índice de perda por ligação) em até 25 litros por cada ligação ao ano.

Segundo o gerente da regional, Marcelo Piell Martins, a equipe técnica está executando 3 mil ordens de serviços de ptometria em ligações ativas e inativas para identificar possíveis irregularidades, vazamentos nas redes e ramais, e também fazendo reparos e padronizações necessárias nos cavaletes.

O Diretor Comercial e de Operações da empresa, Madson Valente, acompanha as equipes em campo. Segundo ele, é um grande projeto em execução que depende de uma equipe técnica multidisciplinar. “A cooperação de diversas áreas da empresa é fundamental para concluir essa etapa. Neste momento estamos mobilizando equipes e equipamentos, e até mesmo materiais de outras localidades, para que possamos corrigir os problemas encontrados. É um projeto que vai equilibrar o sistema de abastecimento de água na cidade. Depois dessa ação, será possível dar melhor resposta às demandas que forem geradas, principalmente durante as manutenções emergenciais, evitando impacto na rotina do consumidor”.

O combate às perdas de água é uma das estratégias da Sanesul, que adota medidas preventivas de modo a manter em bom funcionamento os sistemas de abastecimento. Na prática, a companhia monitora os sistemas e faz investimentos necessários, evitando problemas de emergência hídrica.

A orientação do diretor presidente da Sanesul, Renato Marcílio, é de que os números de perdas de água diminuam no Estado, e que ações sejam adotadas rigorosamente e investimentos em projetos sejam executados em todos os municípios quando necessário.

O trabalho que está sendo desenvolvido em Caarapó reforça o comprometimento do Governo do Estado para garantir a segurança hídrica nos municípios, além de atender as metas do marco legal do saneamento.

O Diretor Presidente da Sanesul esteve com prefeito e vereadores de Caarapó apresentando os trabalhos e os investimentos previstos para o saneamento da cidade (Foto: Divulgação/Sanesul)

A meta estabelecida pelo Ministério do Desenvolvimento Regional é que, em 2033, a perda anual de água potável no País seja de no máximo 25%.

Para a gerência de desenvolvimento operacional da Sanesul, responsável pelo planejamento e execução, há outros projetos para reduzir cada vez mais o volume da perda nos municípios, assim gerando menor custo na produção e distribuição de água. “Controlar a região das incidências de vazamentos é uma prática adotada, por exemplo, no Japão, que é um dos melhores indicadores do mundo. Seguimos os bons exemplos, o meio ambiente agradece, a viabilidade economia aumenta e a população é mais bem atendida”, explica Rodrigo Pereira – Coordenado – COMAN/GEDEO

Setorização da rede de abastecimento em Caarapó

A próxima etapa é fazer a setorização, execução de uma obra para isolar as regiões de abastecimento, permitindo facilitar a manutenção do sistema. “Atualmente, toda a tubulação está interligada entre si. Com a setorização, haverá a divisão em áreas menores, permitindo organizar a distribuição com pressões mais adequadas às normas, evitar a paralisação total do sistema quando houver a necessidade de manutenções e intervenções em uma determinada região”, explicou o engenheiro Elthon Santos Teixeira, gerente de Desenvolvimento Operacional (GEDEO).

Recentemente, o Diretor Presidente da Sanesul visitou o Prefeito de Caarapó, André Nezi, e vereadores, e falou dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos na localidade com o objetivo de garantir a segurança hídrica do município. Entre os assuntos, foi apresentado os investimentos previstos para a perfuração de um novo poço e a ampliação dos sistemas de Esgotamento Sanitário.