Câmara discute flexibilização e publicação de novo decreto de Trânsito em Caarapó

Redação com Cãmara de Caarapó


Reunião foi realizada no gabinete do presidente (Foto: Divulgação/Câmara de Caarapó)

Um grupo de vereadores se reuniu na manhã de segunda-feira (10) no gabinete do presidente da Câmara de Caarapó, vereador Gilberto Segóvia (PSDB), com o secretário municipal de Planejamento, Projetos, Habitação e Controle Urbano, Roberto Nakayama, para discutir a flexibilização e publicação de um novo decreto de Trânsito.

Conforme explicou o chefe do Legislativo, o Decreto Nº 037, de 2 de junho de 2023, publicado pela Prefeitura Municipal de Caarapó, que se refere às novas normas de Trânsito no município, gerou certa insatisfação aos motoristas, principalmente – quanto à parada, estacionamento e serviço de carga e descarga de bens e mercadorias realizado por veículos de carga no perímetro urbano.

Já o secretário municipal Roberto Nakayama detalhou que o decreto veio para regulamentar o trânsito, principalmente na área central. Ele pontuou ainda que Caarapó é um município que fomenta a produção agrícola, o que torna comum a circulação de veículos de cargas pesadas.

“A grande questão é, nosso asfalto não foi projetado para tráfego de caminhão, treminhão e bitrem. O que tem ocorrido é que esse fluxo, além da elevação do índice de acidentes, tem deteriorado a nossa malha asfáltica, tampas e PV e acabamentos recém construídos.  Portanto, o que se busca é estabelecer um código de postura no trânsito e regulamentar a circulação, não proibir”, disse Beto Nakayama.

Novo decreto

Beto Nakayama adiantou que, mesmo com o novo decreto, fica proibida a circulação de veículos pesados de qualquer atividade da Rua Mato Grosso até à Rua Nazário de Leon. “Haverá exceções para carga e descarga de mercadorias e/ou em manutenção mecânica, isso, com a devida regulamentação para cada caso”, esclareceu.

Gilberto Segóvia comemorou a reformulação e revisão do decreto e disse que até participou de reuniões com a Associação Comercial e também com os caminhoneiros, na intenção de ouvir o posicionamento das partes quanto ao impacto do decreto.

“Em posse das informações, nós nos reunimos e propusemos ao prefeito André Nezzi e ao órgão responsável a possibilidade de uma flexibilização no decreto afim de que o comércio local não fosse diretamente afetado. O diálogo deu certo e o prefeito garantiu que o novo decreto será publicado por esses dias”, disse Gilberto.