Polícia Civil prende guarda municipal e militar aposentado por tráfico em Dourados

Redação com Polícia Civil


Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil do Mato Grosso do Sul prendeu, na terça-feira (4), H.G.M., 38 anos, O.A.T., 53 anos e S.M., 63 anos, por tráfico de drogas e associação para o tráfico. As prisões foram feitas por equipes da Seção de Investigações Gerais e Núcleo Regional de Inteligência (SIG/NRI), em Dourados.

Segundo apurado, a SIG/NRI realizou no final da tarde e em todo o período noturno, ações investigativas, com o intuito de apurar informações de que H.G.M., suspeito de envolvimento com tráfico de entorpecente estaria associado a um guarda municipal da cidade, para a prática do crime. Por volta das 18h, um veículo da marca Renault, modelo Kwid, de cor branca, conduzido pelo guarda municipal O.A.T., buscou H.G.M. no bairro Terra Rocha e saíram com um volume da residência.

Foi visualizado por uma das equipes a entrega de um invólucro azul aparentando ser um tablete, nas imediações de uma casa no Jardim Itália para S.M., pai de H.G.M. Foi realizada a abordagem do veículo Kwid, com apoio da Força Tática da Polícia Militar. O carro estava sendo conduzido por O.A.T. e nas mãos de H.G.M., passageiro, havia um tablete de pasta base de cocaína enrolado num rolo de papel filme.

Com O.A.T. havia uma pistola, cromada, marca Taurus, modelo 928, calibre 380 e, no bolso dele havia aproximadamente R$ 1.006,00, em notas de pequeno valor. Diante dos fatos, a autoridade policial solicitou o oficial da Polícia Militar, para ir até a residência do pai de H.G.M., que é policial militar aposentado.

Ao chegarem na casa, na presença de equipes da Força Tática e uma equipe do Canil, ambas da Polícia Militar, uma equipe da Polícia Civil viu o momento em que o idoso S.M., proprietário do imóvel, foi até um canto morto na área externa da residência, tirou um objeto debaixo de uma lona e jogou no terreno vizinho. Imediatamente ele foi contido e os policiais identificaram o objeto como sendo um tablete de pasta base de cocaína, o que comprovava a ciência do genitor quanto a traficância do filho.

Foram apreendidos ainda mais R$ 3.900,00. O entorpecente localizado com os investigados pesou 2.630kg de pasta base de cocaína e 29g de maconha.

Diante disso, os três envolvidos foram presos em flagrante e encaminhados para a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Dourados. Os fatos seguem em investigação.

Ainda na tarde de ontem, a diretoria geral da Guarda Municipal de Dourados divulgou nota por meio da qual diz estar acompanhando o caso de prisão de um dos integrantes da corporação por suspeita de envolvimento no tráfico de entorpecentes.

“A GMD não compactua com qualquer desvio de conduta dos seus integrantes e está colaborando e prestando todas as informações necessárias à autoridade policial para melhor apuração dos fatos”, pontua, acrescentando que a Corregedoria da Guarda Municipal instaurará Procedimento Administrativo Disciplinar para proceder às devidas apurações do possível ato ilícito praticado pelo servidor.