Procon aponta aumento da gasolina e quedas do etanol e diesel

Levantamento foi feito em 40 estabelecimentos de todo o município de Dourados na terça-feira

Redação com Prefeitura de Dourados


Pesquisa pode favorecer o consumidor na busca por combustíveis mais baratos (Foto: Rogério Vidmantas/Prefeitura de Dourados)

O Procon de Dourados divulgou mais uma pesquisa mensal dos preços de combustíveis praticados em postos do município. O levantamento foi feito na terça-feira (27) em 40 estabelecimentos na zona urbana e nos distritos. O menor preço encontrado na gasolina comum foi de R$ 4,79; no diesel comum foi de R$ 4,57; e Diesel S10 R$ 4,57; e no Etanol o menor preço praticado é de R$ 2,99. A pesquisa completa pode ser vista abaixo.

Segundo a pesquisa, os preços dos produtos apresentam grande variação entre os estabelecimentos. A diferença entre o menor preço encontrado na gasolina comum (R$ 4,79) e o maior preço (R$ 5,83) é de 21,7 %. No etanol, o menor valor encontrado é de R$ 2,99 e o maior é R$ 4,55), diferença de 52,1%; no Diesel comum, a diferença entre o menor (R$ 4,57) e o maior preço (R$ 5,55) é de 21,4%; e, no Diesel S10, o preço menor é de R$ 4,57 e o maior deR$ 5,60, ou seja, 22,5% entre um e outro.

Em relação ao preço médio, apenas a gasolina apresentou aumento em relação ao mês anterior. Em maio, o valor encontrado foi de R$ 4,84 e agora é de R$ 5,03, aumento de 3,9%. O menor preço encontrado, nos postos da cidade, na gasolina é R$ 0,24 mais barato que o preço médio praticado e é R$ 1,04 mais barato do que o maior preço encontrado (R$ 5,83).

Nos demais, a maior queda no preço médio foi do diesel S10. nesta pesquisa o valor médio de R$ 4,93 e na pesquisa do mês de maio de 2023 apresentou preço médio de R$ 5,22, mostrando uma queda de 5,8%. O preço médio do etanol, em junho, é de R$ 3,84, sendo que em maio de 2023 era de R$ 4,01, queda de 4,4%. E em relação ao diesel comum, nesta pesquisa apontou o preço médio de R$ 4,84, e em maio de 2023 o preço médio era de R$ 5,03, queda de 3,9%. 

O Procon informa que os consumidores poderão exigir a análise do combustível para descobrir o teor de álcool presente na gasolina, teste esse que será feito pelo próprio funcionário do posto de combustível na frente do consumidor.

Qualquer dúvida ou reclamação ligue ou 3411-7792 ou envie mensagem para o e-mail: [email protected]