GAECO/MPMS deflagra a terceira fase da Operação “Deviare”

Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado tem como alvo guardas municipais de Ponta Porã

Assessoria/MPE-MS


Arma apreendida em fase anterior da operação (Foto: Divulgação/MPE-MS)

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), deflagrou, nesta terça-feira (27/6), a terceira fase da Operação “Deviare”, que tem como alvo oito guardas municipais de Ponta Porã.

O desdobramento das investigações do GAECO/MPMS, depois das fases anteriores da Operação "Deviare", a partir do material apreendido, especialmente telefones celulares, identificou outros oito guardas municipais que usavam de suas funções públicas para rotineiramente solicitar e auferir vantagens indevidas, na região de fronteira, de pessoas em situação ilegal, sobretudo de pequenos contrabandistas (sacoleiros), em um quadro de corrupção sistêmica.

Com essa terceira fase, já são 26 guardas municipais de Ponta Porã alvos da Operação "Deviare", todos por associação criminosa, peculato, comércio ilegal de armas de fogo e demais delitos correlatos.

Na ação de hoje, o GAECO contou com o apoio operacional do Departamento de Operações de Fronteira - DOF, no cumprimento de oito mandados de prisão preventiva e oito de busca e apreensão, nos imóveis dos investigados.

O nome da operação faz alusão ao ato de desviar (em italiano), já que a investigação do GAECO se iniciou em razão do desvio de armas de fogo e munições por parte de guardas municipais em uma ocorrência de tráfico de drogas, em agosto de 2021.